Edit Template

Marinha coordena o resgate de 83 pessoas no primeiro trimestre de 2024

A Marinha, através dos Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo, registou durante o mês de Março 30 acções de busca e salvamento e das quais resultaram o salvamento de 33 pessoas.
Na área correspondente ao Centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo (MRCC) de Lisboa, foram registados 16 incidentes em que foram salvas 26 pessoas.
Na área de responsabilidade do MRCC de Ponta Delgada foram coordenadas 13 acções de busca e salvamento, tendo sido resgatadas 6 pessoas.
No Sub-centro de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo do Funchal foi coordenada 1 acção de busca e salvamento, tendo sido resgatada 1 pessoa.
No primeiro trimestre do ano registam-se um total 98 acções de busca e salvamento e 83 pessoas resgatadas.
Para o sucesso do sistema de busca e salvamento contribuem diferentes organizações e são empenhados meios de diversas entidades nomeadamente da Marinha Portuguesa, da Autoridade Marítima Nacional, da Força Aérea Portuguesa (FAP) e outras entidades pertencentes à Estrutura Auxiliar do Sistema Nacional de Busca e Salvamento, em especial o Instituto Nacional de Emergência Médica – Centro de Orientação de Doente Urgentes no mar (INEM CODU-MAR), os Serviços Nacionais e Regionais de Protecção Civil e Bombeiros, as Administrações Marítimas e Portuárias, entre outros organismos. Realça-se ainda o apoio prestado pelos navios mercantes e embarcações de pesca nas acções de busca e salvamento, que se desviam das suas rotas comerciais para prestarem o auxílio necessário, sempre coordenados pelos Centros Nacionais – MRCC Lisboa e MRCC Delgada.
Os Centros de Coordenação de Busca e Salvamento Marítimo foram já reconhecidos nacional e internacionalmente com diversos prémios.

Edit Template
Notícias Recentes
União Desportiva do Nordeste comemora os 50 anos do clube
2ª edição da formação “Cidadania Digital: Riscos e Oportunidades da Internet”
Bolieiro manifesta oposição à criação de uma taxa turística regional
Actividade ambulatória de Pediatria regressa amanhã ao HDES
Há 5 municípiosnos Açores com mais procura de casas para viver no campo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores