Edit Template

Bolieiro elogia Forças Armadas nos Açores

O Presidente do Governo Regional dos Açores, José Manuel Bolieiro, foi ontem recebido em audiência, em Oeiras, pelo Chefe de Estado-Maior General das Forças Armadas (CEMGFA), General José Nunes da Fonseca, valorizando o trabalho das Forças Armadas e procurando, junto do responsável, desenvolver novas sinergias em áreas como exercícios de prevenção ou ações que potenciem a “dimensão marítima e espacial” dos Açores.
A reunião em Oeiras decorreu no dia seguinte à Reunião do Conselho Superior de Defesa Nacional, tida no Palácio de Belém sob a liderança do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.
“Os açorianos são portugueses de coração e identidade e têm uma grande consideração pelas Forças Armadas”, declarou José Manuel Bolieiro ao CEMGFA.
O Presidente do Governo reiterou ainda elogios pelas várias ações das Forças Armadas nos Açores, seja nos cenários mais recorrentes, como o de resgates e salvamentos e evacuações médicas, ou em cenários como a crise sismo-vulcânica recente em São Jorge ou a instalação de um hospital de campanha na ilha do Corvo.
O General José Nunes da Fonseca nasceu em Mafra, em 1961, e ingressou na Academia Militar em 1979.
Em outubro de 2018 foi nomeado Chefe do Estado-Maior do Exército, cargo que desempenhou até à sua nomeação para o cargo de Chefe do Estado-Maior-General das Forças Armadas em 01 de março de 2023.
Da sua folha de serviços constam 25 louvores nacionais e três de entidades estrangeiras.

Urgente cabo submarino

O Vice-Presidente do Governo Regional dos Açores, Artur Lima, alertou na segunda-feira, em Ponta Delgada, para a urgência na substituição dos cabos submarinos interilhas, reiterando a necessidade de ser constituído um grupo de trabalho para avançar com o processo.
“É muito importante o novo cabo submarino interilhas. É muito urgente que seja feito. Por isso, já enviei ao senhor Ministro das Infraestruturas uma carta a solicitar a criação de um grupo de trabalho conjunto, com a ANACOM, os Governos da República e Governo Regional, para com darmos início a esse processo”, realçou.
E continuou: “é urgentíssimo o anel interilhas e, sobretudo, o seu financiamento”.
A 9 de maio, o Vice-Presidente do Governo remeteu uma carta ao Governo da República a solicitar a “criação urgente” de um grupo de trabalho para “analisar a solução técnica mais adequada para a substituição célere dos cabos submarinos interilhas”.
Recorde-se que o Governo Regional continua a aguardar resposta à missiva, tendo Artur Lima assegurado que “em breve” terá uma reunião presencial com o Ministro das Infraestruturas.

Edit Template
Notícias Recentes
Chega diz que “Pico é uma vítima do excesso de proibicionismo”
Lagoa terá Plano Municipal de Juventude
Bombeiros de Ponta Delgada irão transportar Coroa do Município na Grande Coroação
Água Retorta recebe XII Mostra Gastronómica no final de Julho
Povoação prepara-se para “Kids Festival” nos dias 20 e 21 de Julho
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores