Artigos

Dois mortos e um ferido na queda de um passadiço em obra do Porto da Barra na Graciosa

porto graciosa barra

Duas pessoas morreram e uma outra ficou ferida na queda de um passadiço na obra do Porto da Barra, na ilha Graciosa, confirmou Manuel Avelar, Presidente da Câmara de Santa Cruz da Graciosa.

De acordo com a Antena 1 Açores, os dois trabalhadores que morreram em acidente de trabalho são ambos naturais da ilha e têm 47 e 63 anos de idade. 

A Inspecção de Trabalho segue hoje para a Graciosa. 

No ano passado o Governo dos Açores, através da Secretaria Regional do Mar, Ciência e Tecnologia, adjudicou à empresa Tecnovia-Açores a empreitada de protecção e estabilização da zona costeira da Barra, em Santa Cruz da Graciosa, num investimento superior a sete milhões de euros.

Esta intervenção, inscrita na Carta Regional de Obras Públicas, tem um prazo de execução de 18 meses e consistirá na construção de um quebramar com cerca de 225 metros de comprimento, enraizado no lado norte da baía.

A empreitada prevê ainda a protecção marginal de uma nova área de terrapleno de 3.500 metros quadrados, bem como trabalhos de dragagem e a construção de um passadiço pedonal elevado.

No início deste mês o PSD da Graciosa acusou o Governo Regional de “fraude política” por não ter cumprido a promessa de criar uma marina na ilha, uma das duas no arquipélago que não tem esta infraestrutura. 

“A fraude política de fazer uma obra na baía da Barra, para ali instalar uma marina, foi agora descoberta pelo presidente do Governo que diz que não vamos ter o Porto de Recreio apesar da obra ficar feita”, adiantou a Comissão Política do PSD graciosense,  na sequência de uma visita estatutária do executivo açoriano àquela ilha.