Artigos

Prorrogado prazo de candidatura às linhas de crédito de apoio às empresas

sergio avila1O Governo Regional decidiu prorrogar o prazo de candidatura à linha de apoio à reestruturação financeira das empresas dos Açores e apoio à liquidez, bem como à linha de crédito Açores Investe II, alargando o prazo até 30 de Setembro.
Segundo nota de imprensa emitida pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GaCS), o vice-presidente do Governo salientou que esta prorrogação “corresponde à procura muito significativa” que se tem verificado e que tem permitido o acesso ao financiamento bancário e à reestruturação de crédito, garantindo a manutenção de actividade e postos de trabalho.
“No âmbito da Linha de Crédito Açores Investe II já foram aprovadas candidaturas de 907 empresas, no valor global de mais de 39 milhões de euros”, revelou Sérgio Ávila.
A linha de apoio à reestruturação e liquidez, por seu lado, já possibilitou a reestruturação de financiamentos de mais de 58 milhões de euros, considerando Sérgio Ávila que se trata de “um apoio substancial à sustentabilidade de muitas empresas e consequente manutenção de muitos postos de trabalho”.
Sérgio Ávila disse ainda que estas medidas de “apoio imprescindível à tesouraria e liquidez das empresas” asseguraram “novos financiamentos no montante de cerca de 88 milhões e refinanciamentos bancários de 309 milhões euros, abrangendo um total de 2.709 empresas no conjunto das duas linhas”.
A Linha Açores Investe II assegura financiamentos até 25.000 euros para microempresas, 50.000 euros para pequenas empresas e 300.000 euros para médias e grandes empresas, sendo o prazo de amortização até oito anos, com um período de carência de reembolso até 18 meses.
Por seu lado, a linha de apoio à reestruturação de dívida bancária das empresas dos Açores e apoio à liquidez permite às empresas conciliar a reestruturação dos financiamentos já obtidos, aumentando os prazos de reembolso de empréstimos e garantindo um período de carência de 12 a 24 meses, para além da concessão obrigatória e em simultâneo, por parte dos bancos, de um novo financiamento às empresas que lhes transmite ao mesmo tempo liquidez.