“A Vida no Campo” de Joel Neto vence prémio APE

  • Imprimir

joel netoO livro “A Vida no Campo”, do escritor açoriano Joel Neto, venceu o Grande Prémio de Literatura Biográfica da Associação Portuguesa de Escritores (APE).

O prémio bienal, no valor de 5 mil euros, foi decidido por unanimidade por um júri constituído por Artur Anselmo, Cândido Oliveira Martins e Paula Mendes Coelho.

O livro editado pela Marcador relata a vida do escritor que deixou Lisboa e regressou às suas origens na ilha Terceira, nos Açores.

Recentemente foi editado o segundo volume de “A Vida no Campo”.

“Estou muito comovido”, comentou o autor. “Um prémio desta magnitude tem um grande significado para mim. E deixa-me duplamente feliz que me tenha sido atribuído por um livro que, no fundo, é sobre o meu avô e a casa do meu avô, sobre o lugar da minha infância, sobre a minha família, os meus amigos, os meus vizinhos, os açorianos – sobre tudo aquilo que tem feito da minha vida uma celebração”, disse Joel Neto.

A atribuição do Grande Prémio APE de Literatura Biográfica a “A Vida No Campo” surge poucas semanas após a publicação do segundo volume do diário, que traz o nome “A Vida No Campo: Os Anos da Maturidade”.

Joel Neto tem 45 anos e regressou aos Açores em 2012, para se dedicar inteiramente à literatura. É representado desde 2017 pela Agência das Letras.