Jovens açorianos são os maiores consumidores de drogas, tabaco e álcool

  • Imprimir

alcool jovensOs açorianos foram os maiores consumidores de álcool, tabaco, cannabis e outras drogas, em 2019, de todo o país.

Os números foram agora revelados pelo ECATD-CAD 2019, um estudo oficial sobre o consumo de álcool, ,tabaco, drogas e outros comportamento aditivos e dependências, realizado em 2019 a alunos entre os 13 e os 18 anos.

O estudo percorreu todo o país, sendo que, nos Açores, foi realizado em 28 escolas, a 63 turmas e 768 alunos.

Trata-se de um documento realizado por especialistas nas respectivas áreas, da autoria do SICAD, um serviço com a colaboração de vários organismos do governo, inclusive do Governo Regional dos Açores.

O estudo relativo ao ano de 2019 mostra que 68% dos alunos do país, entre os 13 e 18 anos, ingeriram alguma bebida alcoólica ao longo da vida. 

Este inquérito, que abrangeu 26.319 alunos de 734 escolas do ensino público, mostra, também, que 38% dos inquiridos fumaram tabaco alguma vez na vida e 15% já consumiram alguma droga ilícita. Em todas as temporalidades consideradas, as prevalências aumentam em proporção com a idade dos alunos.

Cerca de 37% dos alunos inquiridos consumiram uma bebida alcoólica com 13 anos ou menos, ao passo que cerca de 15% fumaram um cigarro de combustão com a mesma precocidade.

Relativamente à prevalência de consumos, o estudo revela que, nos Açores, ao longo da vida, batemos todos os recordes, com 39,7% no consumo de tabaco (38,4% no Continente e 37,9% na Madeira), 68,9% no consumo de álcool (67,8% no Continente e 62,3% na Madeira), 17,3% no consumo de drogas (geral), sendo 15% no Continente e 14% na Madeira, 16,2% no consumo de cannabis (13,4% no Continente e 12% na Madeira), 5,5% outras drogas, que não cannabis (5,4% na Madeira e 4,8% no Continente).

Nos últimos doze meses os Açores também levam a dianteira em todos os consumos, excepto no tabaco, cuja prevalência de consumo é maior no Continente e Madeira.

Nos últimos 30 dias o Continente e Madeira ultrapassa-nos no tabaco, somos segundo no álcool, lideramos nas drogas em geral, também na cannabis e nas outras drogas somos ultrapassados pelo Continente e Madeira.

sicad 2019