Governo prepara orientações para a retoma das ligações aéreas e marítimas inter-ilhas

1111tiago lopes - 29 abril

Os Açores vão retomar na Sexta-feira, “de forma gradual”, as ligações aéreas inter-ilhas e a operação regular de transportes marítimos. O anúncio foi revelado, Segunda-feira pelo presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro, que adiantou também que o Executivo vai ainda avaliar a retoma das ligações aéreas operadas pela SATA para Portugal continental em Junho. Actualmente a todos os passageiros que chegam à Região é-lhes proposta uma de quatro opções, entre elas a quarentena voluntária em unidades hoteleiras. Uma situação que, de acordo com Tiago Lopes está a ser novamente analisada entre a Autoridade de Saúde Regional e o Governo dos Açores. “É um assunto que estamos a trabalhar, atendendo ao que foi comunicado [na Segunda-feira] e que se prende com a abertura das ligações por via marítima e aérea”. Sobre este assunto, o Director Regional de Saúde assegurou que “muito em breve iremos emitir as orientações, recomendações e procedimentos a ter para que se efective esta retoma”, adiantando ainda, a propósito, que “a circular normativa que está actualmente em vigor está a ser revista e discutida com diversos responsáveis”.

Recomendações que Tiago Lopes reconhece que poderão também envolver as lotações dos aviões e do transporte marítimo.

 

Estudantes que regressaram

aos Açores com dificuldades

em chegar a casa

 

Alguns jovens açorianos que estudam em Portugal continental dizem estar sem conseguir chegar à sua ilha de origem, estando “retidos” em São Miguel, alguns desde o passado dia 10 de Maio, queixando-se de falta de informação por parte das entidades oficiais. Há jovens que dizem aguardar pelos resultados das análises laboratoriais há vários dias, e apontam o dedo à DGS por falta de diálogo. Tiago Lopes reconhece a existência de “alguns casos que coincidiram com um maior volume de testes que fizemos na Região”. O Director Regional garante que “são situações que temos vindo a acompanhar, a algumas destas situações já foram dadas autorizações para o regresso à ilha de residência, sendo que alguns já estarão em casa. Há outros casos que ainda subsistem e que as delegações de saúde ainda não terão comunicado o resultado por via deste volume do aumento de análises”.

Um processo que a Direcção Regional de Saúde diz ter tentado agilizar, tendo iniciado, na passada Sexta-feira, uma nova forma de comunicar os resultados, através dos contactos telefónicos, com o envio de uma mensagem comunicando o resultado do teste.

 

Açores registam duas recuperações e sem novos casos

 

No dia de ontem, os Açores voltaram a não registar qualquer caso positivo de covid-19, após as 445 análises realizadas nos dois laboratórios de referência da Região.

Relativamente aos casos positivos activos, registaram-se duas novas recuperações de infecção por SARS-CoV-2, que correspondem a uma mulher, com 37 anos de idade, e a um homem de 23 anos de idade, ambos trabalhadores da Santa Casa da Misericórdia de Nordeste.

Assim, actualmente, encontram-se activos seis casos positivos activos na Região sendo 5 em São Miguel (2 em Ponta Delgada, 1 na Povoação, 1 na Ribeira Grande e 1 no Nordeste) e 1 no Pico (São Roque do Pico).

Das cadeias de transmissão identificadas nos Açores desde o início, neste momento remanescem apenas duas: uma no concelho de São Roque do Pico e a que se originou no concelho da Povoação, com desenvolvimentos nos concelhos de Ponta Delgada e do Nordeste. Tiago Lopes recordou ontem, na habitual conferência de imprensa onde faz a actualização à evolução do surto de covid-19 nos Açores, que “esta cadeia envolveu 74 casos positivos activos, tendo, à data de hoje, apenas três casos activos, sendo um da cadeia primária e que corresponde a um profissional de saúde do hospital de Ponta Delgada, o outro caso, da cadeia secundária, é utente do Hospital do Divino Espírito Santo e, por último, um utente da cadeia terciária e que é um funcionário da estrutura residencial para idosos da Santa Casa da Misericórdia do Nordeste”.

Até ao momento, já foram detectados na Região um total de 146 casos de infecção, verificando-se 124 recuperados e 16 óbitos.

Às 16h00 de ontem, existiam 2 casos suspeitos (em São Miguel), 1421 pessoas estavam a aguardar colheita ou resultado de análises laboratoriais e 669 vigilâncias activas.

Desde o início do surto já foram testadas na Região 18 mil 537 pessoas, em 21 mil 331 testes processados até ao momento.

 

More articles from this author