Açorianos estão claramente sobre- -endividados e acima da média nacional

dinheiro1Os açorianos estão entre os portugueses mais endividados do país, segundo os dados contidos no Boletim Estatístico do Banco de Portugal de Janeiro de 2012.
Em Setembro de 2011, existiam nos Açores cerca de 115 mil residentes com algum tipo de dívida familiar, que se divide em “habitação” e “consumo ou outros fins”, o que corresponde a cerca de 2,5% do total de créditos no país. É o primeiro sinal deste sobre-endividamento, uma vez que esse peso é superior à taxa populacional da Região. No caso do crédito à Habitação, o peso dos açorianos é de 2,48%, e no caso do Consumo atinge os 2,51%.
Mas quando se compara com a população activa, que é a que de facto tem capacidade para gerar rendimentos suficientes para assumir crédito bancário, a situação agrava-se ainda mais. O número de devedores atinge os 96,2% da população activa, o que apenas fica atrás da região de Lisboa. Para se ter uma ideia da profundidade do endividamento familiar, basta considerar que a média nacional é de apenas 81,2% da população activa e que mais nenhuma outra região ultrapassa o patamar dos 90%.
Essa tendência mantém-se em ambos os níveis: no crédito para Habitação, os devedores açorianos correspondem a 51,5% da população activa, enquanto que a média nacional é de 44,3%; e no crédito ao Consumo os açorianos correspondem a 45,5%, enquanto no país se fica pelos 38,6%. 
Até no montante das dívidas contraídas os açorianos estão claramente sobre-endividados. Desde logo, no peso que a dívida representa no total nacional. A dívida total representa 2,42%, o que está acima da taxa populacional, numa região onde o PIB per capita é claramente inferior à média nacional. No caso do crédito à Habitação, o peso desce ligeiramente para 2,33%, mas no caso do crédito ao Consumo representa praticamente 2,8% do total nacional. Uma situação que é claramente preocupante.
Em média, cada devedor açoriano deve 34.796 euros, quando a média nacional é de 32.778 euros. No caso do crédito à Habitação, cada devedor açoriano deve em média 56.682 euros, quando a média nacional é de apenas 48.485 euros. E no caso do crédito ao Consumo, cada devedor açoriano deve 15.237 euros, quando a média nacional é de 14.768 euros.