Açores mantêm-se como 4ª região com maior registo de criminalidade

pspO número de participações criminais nos Açores em 2012 registou uma ligeira redução de 1,3%, que é uma redução inferior à registada no país, que foi de -2,4%. Em termos de capitação, os Açores continuam a ser a 4ª pior região do país, com uma média de 1 crime por cada 24 residentes, enquanto que a média nacional é de 1 crime por cada 26 residentes.
As ilhas parecem ser claramente mais propensas aos crimes contra as pessoas, que incluem brigas, homicídios e violência doméstica. Enquanto que a média nacional nesse tipo de crimes fica-se pelos 21,9% do total de denúncias, na Madeira ele atinge os 38,3% e nos Açores 34,7%. Já os crimes contra o património, que incluem roubos, no país atingem os 55,1%, enquanto que nos Açores se ficam pelos 43,9%. Nos crimes contra a vida em sociedade, que incluem condução com álcool (no país atingem quase 50% deste tipo de crimes), os Açores ficam-se pelos 10,2%, enquanto que o país atinge os 13,4%.
Na violência doméstica, os Açores são a 2ª pior região do país, a seguir à Madeira, com uma média de 11,3% de todos os crimes notificados. Em 2012 foram notificados às polícias 1156 crimes de violência doméstica, o que representa, apesar de tudo, uma redução de 6,6%.
A criminalidade violenta é que revelou uma subida importante nos Açores, em contraciclo com a média nacional, que baixou. No país houve uma redução de 7,8%, enquanto que nos Açores se verificou um aumento de 9,8. Apesar de tudo, os 235 casos de criminalidade violenta ocorridos nos Açores correspondem a 1,16% do total nacional, contra os 0,97% do ano de 2011.