Próximo Quadro Comunitário de Apoio deve proteger pequenos agricultores, defende Bloco de Esquerda

Catarina Martins - Bloco de EsquerdaA coordenadora do Bloco de Esquerda (BE) manifestou “o total empenho do partido a nível regional, nacional e europeu na defesa de condições que garantam a sustentabilidade e qualidade da produção agrícola nos Açores, mesmo depois do fim do sistema de quotas na produção de leite”. As declarações foram feitas após reunião com a direcção da Associação Agrícola de São Miguel, segundo revela um comunicado do partido.
Catarina Martins defendeu que, no âmbito do próximo Quadro Comunitário de Apoio, é fundamental garantir a canalização de recursos para a protecção da produção no meio rural, que proporcione condições de vida dignas aos pequenos produtores.
“O Bloco de Esquerda (BE) está preocupado e atento aos vários acordos comerciais que União Europeia está a negociar com outros países, assim como à questão da introdução de produtos transgénicos, e vai opor-se a tudo o que possa pôr em causa a qualidade da produção agrícola nos Açores”, refere a mesma nota.
Catarina Martins deixou também críticas ao excesso de legislação que existe para uma “pseudo fiscalização, que mais não faz do que prejudicar a vida aos pequenos produtores, e que não contribuiu para o que é essencial”, como “gerar emprego e aumentar a qualidade e diversificação da produção”.
A coordenadora do BE referia-se ao novo regime de bens em circulação, que entra em vigor no início do próximo mês, deixando abertura para a apresentação de uma proposta de alteração a esta nova legislação no parlamento dos Açores.