PJ apreende pólen de haxixe para 62 mil doses

PJA Polícia Judiciáris (PJ)  identificou e deteve, em Ponta Delgada, um homem e uma mulher, de 23 e 25 anos de idade, pela presumível prática de tráfico de droga.
As detenções ocorreram em flagrante delito, na sequência de uma operação policial “montada com vista ao combate à entrada de drogas no arquipélago”, avançou um comunicado.
 Na sequência de uma busca domiciliária, a PJ apreendeu pólen de haxixe suficiente para aproximadamente 62.046 doses individuais, equipamentos de telecomunicações e dinheiro.
Aos detidos, foi-lhes aplicada a medida coactiva de prisão preventiva.
Segundo a PJ, as investigações prosseguem com vista a apurar-se o eventual envolvimento de outros indivíduos.
Entretatno, a Polícia de Segurança Pública (PSP) das Capelas deteve um homem de 26 anos de idade, por posse de armas proibidas, nomeadamente um boxer e um bastão extensível, bem como uma faca de cozinha e uma catana, e por condução ilegal de veículo automóvel sob a influência de álcool.
Já a Esquadra de Trânsito da Dividão Policial de Ponta Delgada deteve um homem, de 49 anos de idade, também por conduzir sob a influência de álcool. O indivíduo apresentava uma taxa de álcool no sangue de  2.77g/l.
Por outro lado, em Angra do Heroísmo, a Esquadra de Investigação Criminal apreendeu, a um homem de 47 anos, uma motosserra, na sequência de uma investigação pela prática de crimes de roubo. Já a outros três indivíduos, com idades entre os 35 e os 54 anos, a PSP apreendeu uma plaina eléctrica, uma serra circular, um berbequim eléctrico, uma lixadora eléctrica e uma máquina de parafusar.
Já na Praia da Vitória, a PSP apreendeu quatro armas de fogo, da classe D, tipo espingarda de caça.
A apreensão ocorreu no seguimento de uma denúncia da prática do crime de violência doméstica, na Esquadra da PSP daquela cidade.
Quanto à sinistralidade rodoviária, a PSP registou a ocorrência de oito acidentes de viação nos Açores, dos quais resultaram um ferido ligeiro e danos materiais.
Por outro lado, no Pico, a PSP identificou dois jovens. de 18 e 19 anos, como “principais autores” de um crime de furto de outro, ocorrido no passado dia 7 de Fevereiro. Aos indivíduos foram apreendidas duas alianças em ouro.
No decurso da investigação, foi ainda identificado um homem de 60 anos de idade,  natural daquela ilha, pela “condição de adquirente”, a quem foram aprendidos cinco colares, cinco anéis, dois brincos, uma cruz e outras cinco peças em ouro.