Laboratório Regional de Enologia entra em funcionamento para certificar vinhos regionais

Com a entrada em funcionamento do novo Laboratório Regional de Enologia (LRE), o Governo dos Açores pretende proporcionar progresso e mais-valia ao sector vitivinícola regional, apresentando-se como um equipamento do mais moderno que existe no país para a qualificação e valorização desta produção.
Esta infra-estrutura pretende ser um instrumento decisivo para a certificação dos produtos vitivinícolas, de apoio à consolidação e fidelização das marcas regionais e à garantia da sua imagem e qualidade junto da exportação.
Para dar a conhecer o LRE, a Secretaria Regional da Agricultura e Florestas promoveu uma visita ao espaço com a presença de viticultores regionais que participaram numa formação/apresentação de prova de vinhos na nova sala de provas e uma visita guiada pela área laboratorial em pleno funcionamento.
No final da visita foi assinado um protocolo de cooperação entre o Governo dos Açores e a Comissão Vitivinícola Regional Açores que, segundo o Secretário Regional da Agricultura e florestas “permitirá desenvolver todo o processo de levantamento geográfico e de identificação das castas existentes nas ilhas dos Açores para posteriormente disponibilizar à CVR uma base de dados para que possa certificar o vinho sabendo a sua história desde o local onde foi produzido até ao local de venda final”.
Noé Rodrigues considerou a assinatura deste protocolo como “fundamental para que os consumidores conheçam os produtos que estão a adquirir, a segurança que lhe é garantida e a sua genuinidade”.
Com a construção do LRE, o Governo dos Açores reforça a aposta no sector vitivinícola, dedicando uma parte significativa do seu esforço à promoção da diversificação da produção agrícola, nomeadamente em termos financeiros e de recursos humanos, pondo também ao serviço a experimentação e a assistência técnica junto do sector vitivinícola, conferindo-lhe maior valor acrescentado.