Governo investe 6,2 ME em caminhos florestais em 2018

  • Imprimir

caminho agrícola lagoaO Secretário Regional da Agricultura e Florestas anunciou que serão investidos este ano 6,2 milhões de euros na melhoria das acessibilidades florestais nos Açores, com o intuito de contribuir, de forma directa, para um aumento da competitividade das explorações agrícolas e da segurança de todo o sector.

“Este montante de investimento demonstra, claramente, o esforço que o Governo está a fazer no sentido de qualificar, de melhorar as acessibilidades às explorações agrícolas e, sobretudo, facilitar a vida dos agricultores”, afirmou João Ponte, após visitar a obra do caminho agrícola dos Matos de São João, no concelho das Lajes do Pico.

No último dia da visita estatutária à ilha do Pico, o governante destacou que actualmente, a par do abastecimento de água e energia eléctrica, ter acessibilidades boas e em condições representa, por um lado, “motivo de segurança, mas, sobretudo, contribui para facilitar a vida aos agricultores e para a redução de custos e melhoria da rentabilidade das explorações agrícolas”.

Para João Ponte, importa prosseguir o esforço de modernização do sector agrícola que tem sido feito pelo Governo Regional em todas as ilhas.

Relativamente à beneficiação do caminho dos Matos de São João, orçada 700 mil euros, o Secretário Regional disse que se trata de mais um investimento que reforça e dá um contributo importante para a melhoria das acessibilidades às explorações agrícolas na ilha do Pico.

Este caminho, segundo João Ponte, é uma “via essencial” à atividade agropecuária, beneficiando 46 hectares de florestação e 87 hectares de pastagens, distribuídas por 22 explorações pecuárias, o que representa uma melhoria directa das acessibilidades para 28 agricultores.

“Há consciência, por parte do Governo, que há necessidade de continuar a investir nas acessibilidades e em melhorar muitas das vias que hoje servem os agricultores, que já foram construídas há alguns anos e que, naturalmente, carecem de manutenção por parte dos serviços do Governo”, afirmou João Ponte, salientando o esforço tem vindo a ser feito.