Relatório do inquérito sobre polémica da evacuação médica foi enviado ao parlamento

ALRAA 2017O Governo dos Açores enviou ontem à Assembleia Legislativa o relatório do inquérito efectuado pela Inspecção Regional de Saúde às evacuações aéreas de dois doentes das ilhas de São Jorge e da Graciosa, que decorreram a 2 de Fevereiro de 2017, assim como o respectivo despacho do Presidente do Governo sobre esta matéria, anunciou ontem o governo.

Recorde-se que Vasco Cordeiro determinou a abertura deste inquérito urgente no seguimento do conhecimento da situação relativa à evacuação médica de um doente da ilha de São Jorge e de um doente da ilha Graciosa, denunciado pelo jornal “Diário dos Açores”, considerando “imperativo e imprescindível o apuramento detalhado e exaustivo de todas as circunstâncias que rodearam esta situação”.

O governo enviou também ao parlamento o relatório da auditoria externa realizada à Portos dos Açores, S.A. no âmbito da Resolução aprovada em Conselho do Governo, que determinou a realização, este ano, de auditorias a entidades públicas e privadas, no sentido de garantir, para além da correcta utilização e afectação de recursos públicos, que a “actuação das entidades em causa se pauta, em geral, pela legalidade e, de forma especial, em conformidade com os termos estabelecidos nos diversos mecanismos de colaboração acordados”.

Esta auditoria ficou a cargo da Oliveira, Reis & Associados, Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, Lda., e foi realizada de acordo com as Normas Internacionais de Auditoria (ISA). 

 

PSD quer ouvir Vasco Cordeiro

 

O PSD/Açores requereu ontem um debate de urgência no parlamento, a realizar na sessão plenária da próxima semana, sobre a “responsabilidade política” do presidente do governo regional, Vasco Cordeiro, na “grave situação financeira” do Grupo SATA.

Os social-democratas consideram que “há uma relação directa entre o percurso político de Vasco Cordeiro, enquanto governante com responsabilidades sobre a SATA, e o agravamento da situação financeira da companhia aérea açoriana”.

“Primeiro como Secretário Regional da Economia e depois como Presidente do Governo Regional, Vasco Cordeiro conduziu a SATA a um beco sem saída, com a companhia aérea a perder mais de 160 milhões de euros numa década”, lembram.

Para os deputados social-democratas, “o exercício vigilante dos actos da governação é o melhor contributo que os partidos políticos na oposição podem dar para a realização do interesse regional. Vasco Cordeiro fez aquilo que ninguém julgava possível: destruir uma empresa que ajudou a criar a identidade dos Açores enquanto Região”, salientam os social-democratas. 

Entretanto, o Grupo Parlamentar do PS/Açores anunciou ontem que vai promover uma interpelação, na sessão plenária deste mês de Outubro, sobre o serviço de transporte aéreo de emergência médica nos Açores. A interpelação tem como objectivo debater o sistema de evacuações médicas e contribuir para as melhorias do sistema, coordenado pelo Serviço Regional de Protecção Civil e Bombeiros dos Açores (SRPCBA), na sequência das questões suscitadas pelo despacho do Senhor Presidente do Governo dos Açores, sobre o relatório da Inspecção Regional da Saúde entregue na Assembleia dos Açores

Mais Lidas nos últimos 3 dias

Condutor detido com 2,94 g/l de álcool no sangue
terça, 13 novembro 2018, 00:00
Faleceu o deputado do PSD/Açores Paulo Parece
terça, 13 novembro 2018, 00:00