“Sector do Turismo continua a gerar grande confiança junto dos empresários”

vitor fragaO Secretário Regional do Turismo e Transportes afirmou sexta-feira, na Ribeira Grande, que o sector do turismo “continua a gerar grande confiança” junto do tecido empresarial dos Açores.
Segundo nota de imprensa emitida pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GaCS), Vítor Fraga, que falava durante uma visita às obras de construção do empreendimento turístico Santa Bárbara Beach & Mountain Villas, salientou que “existem vários processos de intenção de avançar com projectos deste tipo, devidamente enquadrados, potenciando o desenvolvimento de produtos turísticos que já existem, tirando partido desses produtos turísticos e adaptando as unidades de alojamento à prática desses produtos, que é sem sombra de dúvida uma grande mais-valia”.
O titular da pasta do Turismo frisou que “é um objectivo claro, que consta do programa do Governo”, potenciar mais investimentos nesta área e assim apoiar o desenvolvimento de unidades que se associem a produtos turísticos específicos, nomeadamente na área do mar, que “possam tirar partido e acrescentar valor à oferta turística, no sentido de captar mais fluxos turísticos para a Região”.
Para Vítor Fraga, este tipo de empreendimentos enquadra-se no que considera ser fundamental para o sector do turismo, que é “apostar claramente na qualificação e na valorização da oferta”.
Nesse sentido, salientou que o Santa Bárbara Beach & Mountain Villas “tem a mais-valia de defender aspectos ambientais de uma forma muito firme, de utilizar materiais endógenos da Região na sua construção e de fazer um enquadramento com produtos turísticos âncora que temos aqui nos Açores e que são todos ligados a aspectos da natureza, com a matriz que nos caracteriza, que é uma matriz de natureza”.
Por essa razão, considerou que este empreendimento assume um carácter “muito importante, no que concerne à qualificação e à valorização da oferta, enquadrando-se na estratégia que o Governo dos Açores tem definida para o desenvolvimento do sector”, que passa por “potenciar e valorizar aquilo que temos de melhor, criando valor em toda a cadeia do turismo, triando partido das características inigualáveis que a Região tem para a prática das mais diversas actividade”.

Governo Regional anuncia lançamento de “semanas temáticas” no turismo dos Açores

Vitor Fraga - congresso APAVTO Secretário Regional do Turismo e Transportes anunciou domingo, em Angra do Heroísmo, o lançamento, em 2014, de “semanas temáticas” associadas ao Destino Açores.
De acordo com nota de imprensa emitida pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GaCS), Vítor Fraga, na intervenção que proferiu no encerramento do XXXIX Congresso da Associação Nacional de Agentes de Viagens e Turismo (APAVT), frisou que nestas “semanas temáticas” destinadas ao mercado nacional “serão disponibilizadas tarifas aéreas específicas, transporte gratuito de equipamento desportivo e serviços especializados, associados a cada actividade”.
“De 15 a 23 de Fevereiro, teremos o Surf Week Açores, de 8 a 16 de março, o Golf Week Açores e, de 22 a 30 de Março, o Walk Week Açores”, revelou o Secretário Regional, acrescentando que “cada uma destas semanas terá associada uma campanha de comunicação, quer ao nível da imprensa e sites especializados, quer junto de escolas e/ou clubes afectos a cada actividade”.
O titular da pasta do Turismo no Executivo açoriano dirigindo-se aos agentes de viagens presentes no Congresso da APAVT, afirmou contar com todos para, “à semelhança do que temos vindo a fazer noutras frentes, promover e potenciar esta nova oportunidade, que naturalmente terá continuidade noutros períodos do ano, associada aos mais diversos produtos constantes da nossa oferta”.
Vítor Fraga revelou ainda aos congressistas que os Açores serão o Destino Nacional Convidado na edição de 2014 da Bolsa de Turismo de Lisboa, que vai decorrer entre 12 e 16 de Março.
”Será o momento de comunicarmos para o mercado nacional aquilo que verdadeira e genuinamente somos e temos para oferecer”, salientou, destacando os Açores como “um Destino assente na matriz de Natureza, com uma política de preservação ambiental muito bem definida, ideal para as famílias e para aqueles que procuram férias activas”, mas também “um Destino capaz de proporcionar experiências únicas, de refletir boas emoções, enfim, de possibilitar àqueles que nos visitam momentos inesquecíveis, que despertem uma vontade permanente de regressar”.
Vítor Fraga referiu ainda a implementação, em 2014, do Plano Integrado de Transportes, frisando que, “a par de uma coordenação ao nível de horários, permitindo assegurar a conectividade, dentro do fisicamente possível e de acordo com os padrões definidos pela indústria, no interior da Região, será igualmente associado e desenvolvido um sistema de logística que permitirá a integração do despacho de bagagem entre o transporte aéreo e marítimo, garantindo que qualquer utilizador possa levantar a sua bagagem no destino final, aquando de uma deslocação intermodal”.

“Cruzeiros trouxeram 100 mil visitantes aos Açores no ano passado”, anuncia Vítor Fraga

vitor fragaO Secretário Regional do Turismo e Transportes dos Açores, Vítor Fraga, revelou ontem que o segmento de cruzeiros ultrapassou, em 2012, a barreira dos 100 mil visitantes no arquipélago.
“Em 2013, face ao que temos em carteira e às escalas já garantidas, estamos em crer que este número continuará em crescendo. Em termos de número de escalas estão previstas mais de 100 para o corrente ano”, revelou Vítor Fraga, ao intervir no seminário sobre “O mar e a engenharia como pilares de desenvolvimento da Região Autónoma dos Açores”, iniciativa da secção regional dos Açores da Ordem dos Engenheiros.
De acordo com a agência Lusa, o Secretário do Turismo apontou que, para 2014, as perspectivas do Governo Regional apontam para que o cenário “seja ainda melhor” do que 2013.
“Este é um sector que está em crescimento fruto do grande investimento que foi feito em infra-estruturas de qualidade pelo Governo dos Açores”, considerou.
Vítor Fraga revelou que as “grandes prioridades” de actuação do Governo Regional no sector dos transportes para os “próximos tempos” apontam para fusão entre as operadoras marítimas regionais Transmaçor e Atlânticoline, o que permitirá “ganhos” a nível de escala e sinergias, bem como uma “maior flexibilidade” e “eficiência” operacional.
Vítor Fraga destacou que no capítulo das prioridades vai ter lugar a implementação de um circuito regular de passageiros e mercadorias, em sistema de carga rodada, entre as ilhas do grupo central do arquipélago dos Açores, com um tarifário “equilibrado” e que será simultaneamente “regulador” do mercado.
O Secretário Regional aponta, ainda, que vai ser estabelecido um regime de obrigações de serviço público para o tráfego regional, visando “dinamizar” os operadores regionais e permitir “maior liberdade de circulação” em toda a região.
Vítor Fraga apontou que outra das prioridades é desenvolver um plano integrado de transportes que será aplicado, numa primeira fase, nas denominadas “ilhas do triângulo” (Faial, Pico e São Jorge).
O titular da pasta do Turismo indicou, ainda, como prioridade a criação de uma escola de formação de marítimos, a par da implementação do Sistema de Controlo do Tráfego Marítimo (VTS).
Outras das metas de Vítor Fraga é a monitorização dos portos dos Açores, visando a prevenção de riscos nas áreas operacionais, promovendo a segurança.
“Outro dos desafios importantes para a região passa por conseguir, junto dos actuais armadores que trabalham com os Açores, desenvolver e potenciar a optimização de rotas de forma a tentarmos reduzir o custo que neste momento existe na entrada e na saída de mercadorias”, declara Vítor Fraga.
O governante revelou que os estaleiros navais de Madalena, vão ser reactivados em parceria com estaleiros externos, que irão promover a “ocupação” da mão-de-obra local e “potenciar” a angariação de outros negócios.

Alojamento turístico em hostels cresce na região

HostelO conceito de hostel, alojamento turístico económico, familiar, confortável e bem localizado, chegou este ano a S. Miguel, havendo já três na ilha açoriana e com elevadas taxas de ocupação, que obrigam alguns empreendimentos a rejeitar marcações para Agosto.
O conceito de hostel, alojamento turístico económico, familiar, confortável e bem localizado, está em expansão nos Açores com elevadas taxas de ocupação, levando mesmo alguns empreendimentos a ter de rejeitar novas marcações para Agosto.
“Estamos a começar a rejeitar pessoas, porque as camas estão ocupadas. Logo que começamos a divulgar as pessoas aderiram logo”, afirmou à Lusa Cristian Rodrigues, responsável por um dos primeiros hostels a abrir portas na cidade de Ponta Delgada, na ilha de S. Miguel.
A funcionar desde Junho, o Hostel ¾, um projecto das jovens empresárias Catarina Ferreira e Ana Pedro, dispõe de três quartos, cozinha, casa de banho e sala comum, variando o custo da estadia por noite e por pessoa entre os 15 e os 35 euros.
“É um espaço muito aconchegante, muito pequeno e cuidado por nós. Tem estilo vintage e é uma casa tradicional açoriana, na ilha de S. Miguel e muito bonita”, disse Cristian Rodrigues, acrescentando que o hostel procura ser também um espaço de lazer, convívio e onde decorrem diversas actividades, tais como exposições, cinema e concertos.
Cristina Rodrigues adiantou que na maior cidade do arquipélago, Ponta Delgada, já abriram mais dois hostels este ano, havendo ainda “condições para abrirem mais, dada a grande procura” por este tipo de alojamento, “numa época em que há pouco dinheiro para gastar”.
“Até ao momento temos tido mais estrangeiros do que portugueses. Durante o verão a ilha de S. Miguel recebe bastante turismo. Temos tido pessoas da Aústria, Itália, Alemanha, Suíça, Espanha e também alguns portugueses, mas maioritariamente pessoas de fora”, adiantou o responsável.

IV Jornadas de reflexão de animação turística

turismoruralAs IV Jornadas de Reflexão de Animação Turística, subordinadas ao tema “Turismo e Animação Cultural”, irão decorrer na ilha Terceira de 16 a 18 de Novembro de 2012, numa organização conjunta da Associação Regional de Turismo dos Açores (ART) e do Instituto Açoriano da Cultura (IAC).
 Este evento pretende proporcionar importantes momentos de debate e de reflexão sobre os recursos, potencialidades e estratégias para que os Açores possam valorizar o seu notável património cultural, um recurso vital para o seu desenvolvimento turístico responsável e sustentável.
As Jornadas de Reflexão, a decorrer no Centro Cultural e de Congressos de Angra do Heroísmo, estão estruturadas em quatro sessões distribuídas por dois dias. A sessão de abertura terá lugar no dia 16 de novembro das 14h30 às 15h00, seguindo-se a comunicação de diversos palestrantes nacionais e internacionais. Para além das comunicações de especialistas em Turismo Cultural, as jornadas incluem sessões de debate, workshops e programa social.
Esta quarta edição das Jornadas de Reflexão de Animação Turística vem dar continuidade às três edições anteriores organizadas pela ART, tendo a primeira sido realizada em janeiro de 2009 no Faial, com o tema “Estratégias para a Afirmação do Grupo Central como Destino Turístico”, a segunda em abril de 2010, no Pico, com o tema “Ambiente e Turismo Responsável nos Açores”, e a terceira em maio de 2011, em São Jorge, com o tema “Geoturismo”. Desta feita, o principal objetivo destas jornadas passará por debater e trocar experiências em torno do turismo cultural, com vista a promover a ampliação da oferta e a inovação dos serviços e produtos turísticos associados ao património cultural local tangível e intangível.
As palestras dividir-se-ão em quatro painéis: Valorização da cultura local e do território através do turismo; Empreendedorismo e Inovação em produtos de turismo cultural; Potencialidades do turismo cultural no Arquipélago dos Açores; e por último Desenvolvimento e promoção do turismo cultural na Região Autónoma dos Açores
Estas sessões visam o debate de temáticas vitais para um desenvolvimento sustentável e responsável do turismo cultural na região. Para promover um maior envolvimento das populações e dos stakeholders locais, as jornadas incluem momentos de debate com a participação de especialistas locais, abertos à participação de todos os interessados.
Os interessados poderão consultar toda a informação do evento através do site: www.azorescongresses.com.