Artigos

Lagoa acolhe 30 novos trabalhadores ao abrigo do FIOS

lagoaA Câmara Municipal de Lagoa vai integrar mais 30 novos trabalhadores ao abrigo de programas ocupacionais e de apoio ao emprego promovidos pelo Governo Regional dos Açores, desta vez pelos FIOS.
Tem sido através de programas como CTTS, PROSAS, RECUPERAR e FIOS que, a autarquia “tem procurado combater problemas sociais derivados do desemprego que se faz sentir não só no país, mas um pouco por toda a região e se auxilia centenas de lagoenses a manterem a sustentabilidade das suas famílias”, refere uma nota de imprensa.
Para o presidente da câmara municipal, João Ponte, a “integração de mais estes 30 trabalhadores mostra, claramente, aquela que tem sido a aposta camarária na promoção da empregabilidade e na qualificação profissional e que se tem revelado, em simultâneo, num apoio às famílias lagoenses”.
Trata-se de “uma aposta que surge numa altura de crise económica e social que atinge o pais, sendo o desemprego um dos principais problemas sociais actuais que atinge muitas pessoas”, l^-se no mesmo documento.
Com a implementação deste tipo de política social, a autarquia “auxilia muitas famílias lagoenses garantido um rendimento, apostando igualmente na ocupação ainda que transitória de muitos lagoenses e criando oportunidades para a valorização profissional, determinante no futuro quando surgir uma retoma económica que permita a criação de mais emprego”.
João Ponte mostra através desta política, o cumprimento de um dos seus compromissos eleitorais assumidos, refere a mesma nota.

AMI apoiou 800 pessoas em dois anos nos Açores

AMI - Ponta DelgadaA Residência Social de Ponta Delgada, em São Miguel, da AMI celebra hoje dois anos de existência.
Inaugurada em 2011, a infraestrutura já apoiou cerca de 800 pessoas, segundo revela a instituição.
A residência social é um espaço de acolhimento que funciona 24 horas por dia, 365 dias por ano, que providencia apoio psicossocial, conforto, segurança e de proximidade. Com disponibilidade diária para 14 pessoas, a instituição possui sete quartos para acolher pessoas provenientes das ilhas dos Açores, que se tenham de deslocar aos serviços de saúde de Ponta Delgada e se encontrem em situação de precariedade socioeconómica.
“As deslocações, por obrigarem a afastar as pessoas do seu ambiente social de origem, perdendo a retaguarda afectiva, podem configurar momentos dolorosos. A Residência Social da AMI pretende minorar estas situações, promovendo conforto físico e emocional, para além do apoio em outras dificuldades sentidas no processo”, afirma a instituição, em comunicado.
A residência dá também resposta a solicitações directas das pessoas e famílias residentes na comunidade, quer a pedido do Governo Regional, através do Instituto para o Desenvolvimento Social.
A AMI tem ainda colaborado com o Governo Regional, na vertente formativa, tendo até ao momento integrado cerca de 26 pessoas a beneficiar do Rendimento Social de Inserção e no âmbito do Programa Cantina Social, com o apoio na distribuição das refeições a cerca de 13 agregados familiares moradores da freguesia. Para além desta colaboração tem-se vindo a intervir em situações de emergência social através da entrega de bens alimentares, vestuário e produtos de higiene pessoal a cerca de 30 pessoas.

Grávidas recebem benção em tempo de advento

gravida corDez grávidas receberam este domingo uma bênção especial na missa celebrada na Igreja de São José, em Ponta Delgada, numa iniciativa conjunta da Ouvidoria e do Serviço Diocesano de Apoio à Pastoral da Família e Laicado.
Foi a primeira iniciativa do género nos Açores, embora já se pratique noutras Dioceses e visava, essencialmente, fazer uma analogia entre o tempo de espera pela vinda do Salvador e o tempo de espera que uma mãe enfrenta para a vinda de um filho desejado, refere um artigo publicado no Portal da Diocese.
A bênção decorreu após a leitura do Evangelho e do sermão e foi um “momento de grande emoção e de partilha quer da parte das futuras mães quer por parte de todos os que estavam na celebração”, disse ao Portal da Diocese um dos elementos do Serviço Diocesano da Pastoral da Família e Laicado, Sameiro Amaral Mesquita.
Além da bênção, as futuras mães receberam um pequeno livro de oração, escrito pelo Papa Francisco, sobre como rezar com os cinco dedos. Seguiu-se a oração das grávidas e a interpretação da Avé Maria de Gounod.
A eucaristia onde foi feita a benção das grávidas de Ponta Delgada assinalou o inicio do Ano Litúrgico que  começa com o Tempo do Advento.Um tempo de preparação para a Festa do Natal de Jesus, o maior acontecimento da História: o Verbo se fez carne e habitou entre nós. Dignou-se a assumir a nossa humanidade, sem deixar de ser Deus.
O Tempo do Advento tem, assim, esta dupla característica: é tempo de preparação para a solenidade do Natal, em que se comemora a primeira vinda do Filho de Deus aos homens; simultaneamente é tempo em que, comemorando esta primeira vinda, o nosso espírito se dirige para a expectativa da segunda vinda de Cristo no fim dos tempos.
Por estes dois motivos, o Advento apresenta-se-nos “como um tempo de piedosa e alegre expectativa”.

Aberta nova fase de candidaturas ao Fundo de Investimento de Apoio ao Empreendedorismo

Palácio da ConceiçãoO Governo Regional abriu uma nova fase de candidaturas ao Fundo de Investimento de Apoio ao Empreendedorismo dos Açores (FIAEA) até 14 de Janeiro de 2014, anunciou o vice-presidente do Executivo.
“Este Fundo é destinado a empresas nas fases iniciais dos seus ciclos de vida, ‘early stage’, ‘startups’ e ‘spinoffs’, que apresentem um elevado potencial de crescimento e de valorização, quer através de tecnologia única ou de uma componente de inovação, e empresas que se encontrem na fase de crescimento e expansão, que apresentem carácter inovador em bens transaccionáveis e ou que promovam o reforço da capacidade de exportação dos Açores”, frisou Sérgio Ávila.
Segundo nota de imprensa emitida pelo Gabinete de Apoio à Comunicação Social (GaCS), este apoio é destinada a micro, pequenas e médias empresas com projectos de elevado potencial de crescimento e valorização estratégicos para o desenvolvimento do empreendedorismo nos Açores.
Todas as candidaturas devem ser realizadas através de um formulário online disponível no site da Portugal Ventures, no endereço electrónico www.portugalventures.pt, com apoio da SDEA–Sociedade para o Desenvolvimento Empresarial dos Açores (www.investinazores.com).
São elegíveis projectos nas áreas dos Recursos Endógenos (Energia e Ambiente, Agro-Alimentar, Indústria Florestal, Indústria do Mar, Nanotecnologia e Novos Materiais), Saúde e Bem-Estar (Biotecnologia, Novas Tecnologias, Produtos e Serviços de Assistência Médica, Acompanhamento e Alerta e Dispositivos Médicos), TIC (Tecnologias de Informação e Comunicação, Electrónica e Conceitos Social Web), Turismo (Dinamização e Animação Turística) e outras de interesse para o desenvolvimento do empreendedorismo na Região.
O Governo Regional disponibiliza através deste Fundo de Investimento um apoio até 100 mil euros por empresa, numa participação tendencialmente minoritária, sendo os promotores chamados a investir, pelo menos, 15% do orçamento do projecto aprovado.
O processo de candidaturas ao FIAEA é sistemático e ágil, visando facilitar a apresentação de projectos ao investimento de Capital de Risco. Após a submissão da candidatura através do formulário online será realizada uma análise de enquadramento inicial do projecto, sendo depois os projectos seleccionados avaliados por um painel composto por especialistas nacionais e internacionais, a que se segue uma sessão de perguntas e respostas aos promotores. Actualmente encontram-se em fase final de negociação os projectos aprovados na primeira edição das candidaturas ao FIAEA.
Todas as informações relativas ao processo de candidatura a este Fundo, bem como o regulamento, estão disponíveis nos sites da SDEA (www.investinazores.com) e da Portugal Ventures (www.portugalventures.pt).

Autistas recebem carrinha em Fevereiro de 2014

Bolieiro - associação AutismoO  presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, e a vereadora da Acção Social, Fátima Rego Ponte, receberam ontem, em audiência de cumprimentos a direcção da Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento de Autismo (APPDA) de São Miguel e Santa Maria.
Na audiência, a APPDA aproveitou para informar os responsáveis autárquicos da Câmara de Ponta Delgada sobre a sua candidatura feita à Associação Regional para o Desenvolvimento (ARDE), solicitando uma carrinha.
Segundo comunicado da câmara, José Manuel Bolieiro e Fátima Rego Ponte garantiram a disponibilização de um transporte para esta associação, em parceria com a Junta de Freguesia de São Pedro, e a aprovação da sua candidatura à aquisição de uma carrinha, que terá efeitos em Fevereiro de 2014.
A autarquia também irá continuar a fomentar a colaboração com a  Associação Portuguesa para as Perturbações do Desenvolvimento e Autismo de São Miguel e Santa Maria com apoio logístico nos eventos organizados para angariação de fundos para a associação.

Bolieiro recebe embaixadores da América Latina
O presidente da autarquia Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, recebe amanhã, pelas 16h30, 11 embaixadores de vários países da América Latina, que visitam oficialmente os Açores.
Os embaixadores de Panamá, Paraguai, Colômbia, República Dominicana, México, Chile, Argentina, Cuba, Peru, Equador e Brasil, deslocam-se ao Município para apresentar cumprimentos ao autarca, e serão acompanhados pelos responsáveis do Instituto para a Promoção e Desenvolvimento da América Latina (IPDAL), nomeadamente o presidente Paulo Neves e o secretário-geral Filipe Domingues
Segundo uma nota veiculada pela autarquia, a vinda destes embaixadores à região é uma iniciativa do IPDAL, um instituto sem fins lucrativos que tem por objectivo fortalecer as relações entre Portugal e a América Latina e do qual fazem parte, entre outros parceiros, todas as representações diplomáticas latino-americanas em Portugal.