Artigos

Mercado da Graça aberto na Sexta-Feira Santa

mercado da graça

O Mercado da Graça vai estar  aberto ao público na Sexta-feira Santa, 10 de Abril, entre as 07h00 e as 14h00, com o objectivo de satisfazer a procura dos seus habituais utentes, anunciou ontem a autarquia de Ponta Delgada. 

O espaço tem funcionado nos seus horários habituais, seguindo as recomendações da Direcção Regional da Saúde (DRS) no que se refere à deslocação a espaços desta natureza, nomeadamente, cumprindo com o distanciamento social. “A todos os utentes deste espaço municipal fica o apelo no sentido de seguirem as mesmas recomendações, sobretudo para que seja apenas um elemento de cada agregado familiar a deslocar-se ao Mercado da Graça”, frisa o município na mesma nota.

 

Troca de vales de pensão nos Açores com medidas mais facilitadas

CttO Governo dos Açores implementou um conjunto de medidas que visam facilitar o pagamento das pensões do mês de Abril aos pensionistas que, por qualquer razão, não possam aderir ao pagamento por transferência bancária, com o intuito de manter a sua segurança e bem-estar.

Assim, os balcões da RIAC – Rede Integrada de Apoio ao Cidadão - das freguesias do Topo, em São Jorge, Castelo Branco, no Faial, Lajes, na Terceira, e Maia, Capelas, Ginetes, Ponta Garça, Água de Pau e Achada do Nordeste, na ilha de São Miguel, estão abertos para atendimento exclusivo de pagamento de vales, desde ontem, das 09h00 às 13h30.

Por outro lado, os CTT disponibilizam a possibilidade de pagamento do vale no domicílio, sendo este serviço prestado pelos carteiros no acto de distribuição dos vales, a custo zero.

Os vales de pensão têm a validade de um mês e são um meio de pagamento endossável, sendo, por isso, possível que uma terceira pessoa, nomeadamente familiar, cuidador ou amigo, possa efectuar o levantamento do vale, desde que contenha a assinatura do pensionista no verso e se faça acompanhar do documento de identificação do pensionista e da sua própria identificação.

As Lojas CTT implementaram o atendimento à porta fechada, de forma a minimizar a permanência de clientes em loja e para garantir o distanciamento entre cada cliente, permanecendo no interior apenas os clientes que estão a ser atendidos.

Nesse sentido, a fila de espera é efectuada à porta da loja, garantindo que os clientes em espera o façam num local arejado e mantenham a distância mínima sugerida, tendo ainda sido reduzido o horário de atendimento, das 09h00 às 13h30.

Os postos de CTT da Prainha e da Piedade, no Pico, da Praia e da Luz, na Graciosa, dos Biscoitos e do Continente Angra, na Terceira, e do Pico da Pedra, em São Miguel, têm estado sempre abertos ao público, sendo possível ali efectuar a troca dos vales.

Para além destes, estarão abertos ao atendimento exclusivo de pagamento de vales os postos de CTT das freguesias do Topo, em São Jorge, de Castelo Branco, no Faial, de São Sebastião, Santa Bárbara e Ribeirinha, na Terceira, e das Sete Cidades, Ribeira Quente, Ribeira das Taínhas, Ponta Garça, Pico da Pedra, Maia, Ginetes, Furnas, Fajã de Baixo, Faial da Terra, Capelas, Arrifes, Água Retorta e de São Pedro, na ilha de São Miguel.

 

Açores identificam 573 idosos em situação frágil ou sem apoio familiar

 

A Secretaria Regional da Solidariedade Social, através do ISSA - Instituto de Segurança Social dos Açores, terminou Quarta-feira a ronda de contactos com os idosos com mais de 65 anos da Região, que abrangeu mais de 30 mil pessoas.

Nos 39.820 contactos efectuados foram abrangidas 30.489 pessoas, tendo sido identificados 573 casos em que os idosos se demonstraram mais frágeis, se encontravam isolados ou sem qualquer suporte familiar ou outro, com quem o ISSA vai manter contacto nos próximos dias.

Os restantes dizem respeito a pessoas que não atenderam, com o telefone desligado, sem contacto telefónico ou já residentes em lar de idosos.

No âmbito destes contactos, foram apoiadas 74 pessoas em oito ilhas da Região, nomeadamente uma nas Flores, sete no Faial, quatro na Graciosa, 10 no Pico, sete em S. Jorge, cinco na Terceira, uma em Santa Maria e 39 em S. Miguel.

Esta iniciativa, realizada pelos técnicos do ISSA, teve em conta a situação resultante da pandemia de COVID-19 e surgiu em cumprimento das recomendações da Autoridade de Saúde Regional e das medidas recentemente tornadas públicas pelo Governo da República.

No contacto realizado pelos técnicos de Acção Social de todas as ilhas, as pessoas foram informadas que só devem sair das suas residências em situações muito excepcionais e quando estritamente necessário, sendo os idosos beneficiários de pensões aconselhados a aderir ao pagamento por transferência bancária, por forma a evitar que se desloquem às agências bancárias ou aos CTT.

Cidade de Ponta Delgada completa hoje 474 anos

Humberto Melo

A cidade de Ponta Delgada completa hoje, 2 de Abril, o seu 474.º aniversário. Com a sessão comemorativa cancelada, face ao estado de emergência nacional e a situação de contingência regional, no âmbito do combate à pandemia Covid-19, o presidente da autarquia diz o momento é de “definição de novas prioridades”.

“Este momento que vivemos não é de comemoração, mas de definição de novas prioridades para a nossa acção de combate à pandemia Covid-19 e de recuperação sócio-económica. O nosso foco será, sempre, as pessoas e as suas reais necessidades”, salienta o autarca Humberto Melo, numa mensagem endereçada aos munícipes de Ponta Delgada.

O edil enalteceu “todos os que, de forma responsável, cumprem os imperativos cívicos decorrentes do actual estado de excepção, protegendo-se a si próprios e aos outros”, manifestando ainda “gratidão” a “todos os profissionais que asseguram os cuidados de saúde, a recolha de resíduos urbanos, a higiene e a limpeza do espaço público, o fornecimento de água e de outros bens de primeira necessidade, os cuidados de proximidade às pessoas mais vulneráveis, a protecção civil, a segurança pública...”

“Nesta hora, o nosso carácter ilhéu dá-nos força e capacidade de resistir, para viver e fazer história”, destaca Humberto Melo.

O autarca salienta que o aniversário de Ponta Delgada deve ser celebrado com “sentido de responsabilidade individual e colectiva”, tal como “celebramos o nosso aniversário em família: na nossa casa. Contribuímos assim, activamente, para a salvaguarda da nossa saúde e da saúde pública. Queremos que todos fiquem bem”, refere na mensagem.

Lembrando que a cerimónia municipal seria dedicada à imprensa centenária de Ponta Delgada, o edil recordou as distinções que seriam entregues no aniversário da cidade. “Nesta cerimónia, iríamos entregar a Medalha de Ouro do Município ao jornal Diário dos Açores, que completou 150 anos a 5 de Fevereiro, e ao jornal Correio dos Açores, que comemora o seu centenário a 1 de Maio, bem como a Medalha de Mérito Municipal ao jornalista Gustavo Moura, recentemente falecido”.

A 18 de Abril, seriam ainda descerrada as placas identificativas da casa onde nasceu Manuel António de Vasconcelos, na freguesia do Pilar, e da casa onde fundou o jornal Açoriano Oriental, na nossa cidade, há 175 anos.

“Em devido tempo, concretizaremos o reconhecimento do Município. Não apenas com estes gestos simbólicos, mas também com a instalação do Núcleo Museológico da Imprensa Centenária de Ponta Delgada. Informar e formar com credibilidade é uma exigência social. Impoõe-se, por isso, reconhecer o mérito de quem está ao serviço das Pessoas, do Progresso e da Liberdade”, salienta Humberto Melo na mensagem.

 

PSP detém duas pessoas em São Miguel por não cumprirem isolamento

algemas3A PSP deteve, na passada Quarta-feira, em São Miguel, duas pessoas por não terem respeitado o isolamento profilático e o recolhimento domiciliário, no âmbito da pandemia de Covid-19. No relatório da actividade diária do Comando Regional dos Açores, a polícia informa que deteve em Vila Franca do Campo um homem de 23 anos “pelo crime de desobediência, em virtude deste não ter respeitado o isolamento profilático imposta pela Autoridade de Saúde Regional”.

Em Rabo de Peixe, foi detido um homem de 33 anos, “pelo crime de desobediência, em virtude deste não ter respeitado o isolamento nos termos do dever geral de recolhimento domiciliário”.

O relatório de actividade diária da PSP adianta ainda que em São Roque do Pico foi elaborado “um processo-crime por desobediência a um homem de 29 anos, em virtude deste não ter respeitado a ordem de quarentena no domicílio, imposta pela Autoridade de Saúde Regional”.

Autarquia cria bolsa de voluntariado para apoiar idosos da Ribeira Grande

Ribeira Grande

A Câmara Municipal da Ribeira Grande anunciou a criação de uma bolsa de voluntariado para dar respostas sociais de apoio à população idosa, no âmbito da pandemia Covid-19, e como medida de prevenção “para fazer face a qualquer situação de eventual ruptura de recursos humanos”.

“A bolsa de voluntariado para apoio a idosos é destinada a todos os cidadãos que tenham disponibilidade para prestar apoio aos idosos da Ribeira Grande, cujas competências vão desde a alimentação à higiene diária, entre outras”, explica o município em nota de imprensa.

As candidaturas para a bolsa encontram-se abertas e podem inscrever-se “todas as pessoas que reúnam competências para o efeito, com ou sem experiência na área, com disponibilidade para trabalhar por turnos, com idade inferior aos 55 anos e saudáveis”.

A Câmara da Ribeira Grande reserva-se ao direito de não considerar como válidas as inscrições de cidadãos com histórico de doenças que pertençam aos grupos de risco que estão referenciados pela Direcção Geral de Saúde.

“A Câmara da Ribeira Grande apela a todos aqueles que possam contribuir para o bem-estar e segurança dos nossos idosos que se inscrevam na bolsa de voluntariado. A solidariedade é um acto nobre, altruísta e de enorme valor para quem precisa de ajuda”, salienta a Vice-presidente da autarquia, citada na mesma nota.

Tânia Fonseca sublinhou que “o contributo que cada um de nós poderá dar na minimização das consequências que a pandemia poderá vir a ter é de enorme importância para vencermos a luta pela sobrevivência dos nossos idosos, população que merece todo o nosso respeito e consideração.”