Edit Template

Vasco Cordeiro promete valorizar a habitação

Vasco Cordeiro anunciou que o Partido Socialista, formando Governo Regional dos Açores, fará uma “clara aposta na reformulação dos programas de Habitação” e “em políticas de desenvolvimento económico, contribuindo para melhores oportunidades de emprego, melhores rendimentos e maior qualificação”, avançando que o PS criará uma Agenda para a Valorização do Capital Humano nos Açores.
O candidato a Presidente do Governo Regional dos Açores falava na sessão de apresentação dos candidatos do PS pela ilha de S. Miguel e apresentação do Programa Eleitoral socialista às eleições regionais do próximo dia 4 de Fevereiro, numa sessão que contou também com a intervenção do mandatário regional da candidatura do PS, Carlos César.
Vasco Cordeiro revelou que o Programa Eleitoral que o PS/Açores apresenta aos Açorianos “assenta em três grandes linhas estratégicas: ‘Coesão dos Açorianos e dos Açores’; ‘Uma Autonomia pujante e capaz’; e o ‘Desafio da Demografia como condição de sustentabilidade’.
O socialista defendeu a revisão de programas de Habitação como o “Famílias com Futuro” ou o “Casa Renovada, Casa Habitada”, por considerar que “já não são suficientes ou adequados a uma realidade que se alterou”, uma vez que as famílias de classe média já estão a “ter muitas dificuldades em pagar uma renda ou um empréstimo”.
Vasco Cordeiro destacou, também, a “necessidade de criar novas creches nos Açores”, comprometendo-se a realizar investimento público nessa área e a “retomar o alargamento do horário de funcionamento de creches nas situações em que os horários laborais dos pais assim o reclamem”.
O Presidente do PS/Açores reafirmou que o Governo Regional do PS reforçará medidas como o Complemento Regional de Pensão, o cheque pequenino e o COMPAMID, comprometendo-se a “investir no aumento de vagas em lares de idosos”.
Vasco Cordeiro comprometeu-se, também, a “retomar um efectivo combate à pobreza e à exclusão social” e frisou que “reduzir o número de beneficiários do Rendimento Social de Inserção (RSI) deve ser um objectivo do Governo Regional do PS”, mas que “isso não pode acontecer à custa do aumento da pobreza e da exclusão, como aconteceu nos Açores nos últimos três anos”.
O Presidente do PS/Açores avançou que as políticas públicas na Educação, na Saúde, na Ação Social, na Habitação, na Cultura, entre outras, são “imprescindíveis para o fomento da coesão social”.
Vasco Cordeiro considerou que a Política de Educação necessita de ser “centrada no aluno e no seu sucesso”, defendendo que é necessário “reanalisar a questão dos manuais escolares digitais” para se perceber se esta medida está a “servir, verdadeiramente, o aluno e o seu sucesso”.
Vasco Cordeiro esclareceu que o próximo Governo Regional do PS irá “manter os critérios de contagem de tempo de serviço e os horários actualmente estabelecidos para os docentes”, garantindo que “não voltarão a faltar nas escolas dos Açores material didáctico, papel para fotocópias, ou até o simples papel higiénico”.
O candidato a Presidente do Governo Regional reafirmou que “concluirá o processo de valorização remuneratória dos profissionais de Saúde”, designadamente, “enfermeiros e técnicos superiores de diagnóstico e terapêutica”, bem como outros profissionais de saúde, considerando “essencial” assegurar que os hospitais e unidades de saúde “não voltem a ter falta do material clínico necessário ou dificuldade no acesso a medicamentos por falta de pagamento a fornecedores”.

Edit Template
Notícias Recentes
União Desportiva do Nordeste comemora os 50 anos do clube
2ª edição da formação “Cidadania Digital: Riscos e Oportunidades da Internet”
Bolieiro manifesta oposição à criação de uma taxa turística regional
Actividade ambulatória de Pediatria regressa amanhã ao HDES
Há 5 municípiosnos Açores com mais procura de casas para viver no campo
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores