Edit Template

“Portugal Ventures” já investiu 4,9 milhões de euros em 11 startups nos Açores

A Portugal Ventures anunciou que já investiu 4,9 milhões de euros em 11 startups da Região Autónoma do Açores e 690 mil euros em três startups Região Autónoma da Madeira, totalizando 5,5 milhões de euros.
A sociedade de capital de risco do Grupo Banco Português de Fomento financiou a inovação portuguesa produzidas nas ilhas através da Call Açores e da Call Madeira, que foi realizada parceria com o IDE (Instituto de Desenvolvimento Empresarial) e o Governo da Madeira. As operações foram realizadas pela Portugal Ventures, através do Fundo de Capital de Risco Atlântico com apoio financeiro do Fundo de Capital e Quase Capital (FC&QC) gerido pelo Banco Português de Fomento, em parceria com a August One – Sociedade de Capital de Risco sediada em Singapura.
As 11 startups investidas nos Açores foram a Algicel ( projetos de I&D para o cultivo de microalgas, das quais se extraem ingredientes poderosos e altamente valorizados para suplementos e saúde humana), Bam&Boo (produtos únicos de beleza natural com forte base cientifica recorrendo a ingredientes oriundos dos Açores), Gazelle Wind Power(solução LCOE (de menor custo na próxima geração de Plataformas Offshore Flutuantes), Hydrotwin (especializada em soluções de monitorização do ruído subaquático em tempo real), Ignae (linha de cuidados de pele assente na excepcionalidade dos ingredientes dos Açores), Mission To Escape (maior grupo de escape games em Portugal), Oh!Mysnacks (nutrição personalizada para quem procura snacks saudáveis), Our Support (plataforma online que coneta pessoas ou empresas a profissionais de TI) , Sparkyway (digitalização nos serviços de saúde): Tree Flower Solutions (biotecnologia sustentável, desenvolveu o Chestwine que permite substituir os sulfitos no vinho) e a Wizardsardine (através da Revault que cria soluções para as empresas que adicionam regras de transferências às transacções de Bitcoin).
Pedro de Mello Breyner, Vogal Executivo da Portugal Ventures, explica que a sociedade se «orgulha dos resultados alcançados com o Fundo de Capital de Risco Atlântico, em parceria com a August One, que permitiu potenciar o investimento na Madeira e Açores e contribuir para o crescimento económico alavancando o empreendedorismo nas regiões». O responsável acrescenta ainda que os 14 investimentos vão colocar a Madeira e os Açores como uma referência de investimento, incentivando o desenvolvimento de novos hubs tecnológicos e impulsionar a criação de negócios centralizados nas potencialidades naturais das regiões».

Edit Template
Notícias Recentes
Gastamos mais nos transportes e menos em restaurantes e alojamento - Famílias açorianas têm despesa média anual de 19.400 Euros
Navio ‘Laura’ vai trazer 300 viaturas de Lisboa
PJ faz buscas na escola Antero de Quental
Região conta com mais 94 licenciados em enfermagem a partir de hoje
Novo concurso para reabilitar ruas nas Capelas
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores