Edit Template

Prisão preventiva para suspeito de crimes de roubo nos Fenais da Luz

O Comando Regional da Polícia de Segurança Pública dos Açores, através da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra das Capelas, da Divisão Policial de Ponta Delgada, no pretérito dia 1 de Fevereiro, procedeu à detenção de um homem, de 30 anos, através do cumprimento de mandado de detenção, emitido pela Autoridade Judiciária competente, suspeito de ter cometido dois crimes de roubo, na freguesia dos Fenais da Luz.
A investigação deste processo iniciou-se após o registo do primeiro ilícito criminal, no passado dia 28 de Janeiro, tendo o suspeito, em plano dia, no centro da freguesia referida, abordado uma pessoa sénior, com mais de 70 anos, visivelmente frágil e incapaz de suster o ímpeto criminoso do suspeito. Este terá premeditado e planeado a execução deste crime, despreocupando-se totalmente com o bem-estar da vítima, visando apenas obter uma quantia monetária com violência. O suspeito, bastante conhecido desta Polícia, encontra-se associado a outros crimes contra o património, sendo ainda conhecido por ser consumidor de matérias estupefacientes.
A Brigada de Investigação Criminal da Esquadra das Capelas recolheu vários indícios probatórios do comportamento criminal desenvolvido pelo suspeito, tendo proposto ao DIAP dos Açores, Secção de Ponta Delgada, a emissão de mandados de detenção, fora de flagrante delito, para a aplicação de medida de coacção ao suspeito, que se revelasse adequada e necessária para cessar com a conduta criminosa do suspeito.
Antes da emissão dos referidos mandados, o mesmo suspeito, no dia 31 de Janeiro, com recurso a uma arma branca, cometeu novo crime de roubo, apoderando-se de um telemóvel e de umas sapatilhas, reforçando assim a necessidade de proceder à sua detenção de forma célere.
Após a localização do suspeito e o cumprimento dos referidos mandados de detenção, o suspeito foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coacção mais gravosa, a prisão preventiva.
O Comando Regional da PSP dos Açores destaca a importância da intervenção policial desenvolvida pelo efectivo da Esquadra das Capelas, em virtude de ter permitido deter mais um suspeito da prática de diversos crimes contra o património, na referida área geográfica. O inquérito, dirigido pelo Ministério Público de Ponta Delgada, prosseguirá por intermédio de diligências de investigação a cargo da Brigada de Investigação Criminal das Capelas.

Edit Template
Notícias Recentes
Desafios da gestão bancária em debate na Faculdadede Economia e Gestão da UAc com Gualter Furtado
Arrancam sessões de apoio aos jovens empreendedores em Ponta Delgada
A última entrevista da Presidente da SATA antes da demissão: “Se este concurso não avançar, o Governo tem até 2025 para concluir com outro concurso”
SITAVA pede ao Governoque “pare imediatamente”com privatização da SATA
Martins Goulart e Mota Amaral e a Lei Eleitoral
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores