Edit Template

Detida mulher suspeita da prática do crime de tráfico de estupefacientes na Lagoa

O Comando Regional da Polícia de Segurança Pública dos Açores, através de polícias da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Lagoa, da Divisão Policial de Ponta Delgada, procedeu à detenção, em flagrante delito, de uma mulher de 27 anos, suspeita da prática do crime de tráfico de estupefacientes.
No âmbito de uma investigação a cargo da PSP e dirigida por um Magistrado do Ministério Público de Ponta Delgada, foram desenvolvidas diversas diligências tendo por objectivo o apuramento dos contornos associados a várias denúncias que apontavam para a existência de um ponto de venda de estupefaciente de origem sintética com centro de operações instalado no Porto dos Carneiros, concelho da Lagoa.
No decurso das diligências investigatórias efectuadas pelos operacionais da PSP, as quais permitiram a recolha e consolidação de indícios de prova que permitiram avançar para a realização de uma operação policial no referido porto de pescas, tendo no decurso da mesma sido localizado e apreendido na posse da arguida 34 doses individuais de droga sintética pronta a ser comercializada, cerca de 300 euros em numerário, e outros artigos relacionados com o crime em investigação, o que permitiu desde logo a detenção em flagrante delito da suspeita.
Após ter sido sujeito a 1º interrogatório judicial, foi decretada a medida de coacção de apresentações periódicas e proibição de frequentar determinados locais conotados com a actividade de traficância.
O Comando Regional dos Açores salienta e reforça que irá manter-se particularmente atento e vigilante ao Porto dos Carneiros, que ao longo dos últimos anos, vem sendo fortemente assolado por diversos focos ligados ao tráfico de droga, panorama este que potencia, frequentemente, outros tipos de ocorrências criminais, incivilidades e degradação dos níveis de saúde pública, daí que ali sejam desencadeadas, com regularidade, diversas operações policiais nas quais são identificados e abordados indivíduos suspeitos de actividades criminosas, de forma a erradicar este flagelo social e salvaguardar a segurança, integridade e bem-estar de todos os cidadãos.

Edit Template
Notícias Recentes
Desafios da gestão bancária em debate na Faculdadede Economia e Gestão da UAc com Gualter Furtado
Arrancam sessões de apoio aos jovens empreendedores em Ponta Delgada
A última entrevista da Presidente da SATA antes da demissão: “Se este concurso não avançar, o Governo tem até 2025 para concluir com outro concurso”
SITAVA pede ao Governoque “pare imediatamente”com privatização da SATA
Martins Goulart e Mota Amaral e a Lei Eleitoral
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores