Edit Template

PS quer Estado a garantir crédito para aquisição de habitação

Sérgio Ávila realçou que o Partido Socialista pretende, na próxima legislatura, facilitar crédito bancário à habitação para as famílias, “criando uma garantia do Estado para todas as pessoas que, até aos 40 anos de idade, pretendem adquirir a sua primeira habitação, com financiamento bancário”.
O candidato do PS à Assembleia da República falava em Angra do Heroísmo, em visita à Urbanização Municipal de Santa Luzia, em Angra do Heroísmo.
Sérgio Ávila explicou que a iniciativa passa por “ser o Estado a substituir-se às próprias famílias numa parte substancial da garantia dada aos bancos” para aquisição do imóvel, de forma a assegurar que muitas mais famílias possam adquirir a sua habitação.
Na prática, continuou, o Estado passará a ser “o garante de 80% do financiamento”, o que “reduz substancialmente o risco assumido pelos bancos, permitindo que muitas famílias e pessoas que neste momento não conseguiam ir ao banco buscar o financiamento para comprar a sua casa, passem a aceder muito mais facilmente ao crédito bancário”.
“Em caso de incumprimento, o Estado passará a ser o proprietário da habitação, que passará para uma situação de arrendamento, ou seja, também se retira o risco de perda da habitação, no futuro”, sublinhou o socialista.
Sérgio Ávila frisou que o apoio à habitação é um “vector estratégico fundamental das políticas do Partido Socialista” e lembrou que nesta legislatura, só nos Açores, conseguimos assegurar a “validação de apoios a 3.570 famílias no âmbito das Estratégias Locais de Habitação”, o que permitirá a estas famílias açorianas verem as suas casas reabilitadas com financiamento do Governo da República.
O candidato do PS à Assembleia da República destacou que esta medida “representa um investimento total de 309 milhões de euros, a executar pelos municípios até 2026, em habitação”, verbas que se somam “aos 725 milhões de euros disponibilizados pelo Governo da República no âmbito do PRR, ao Governo Regional”.
A esse respeito, Sérgio Ávila realçou o “excelente exemplo do município de Angra do Heroísmo”, que “operacionalizou com muita eficácia esta oportunidade de requalificação do seu parque urbano”.
Sérgio Ávila apontou, ainda, a alteração ao Porta 65 (programa de arrendamento jovem) que o Partido Socialista pretende fazer, que “permitirá triplicar o número de beneficiários e de famílias beneficiárias”.
“A nossa política de Habitação é a aposta no futuro. O Partido Socialista propõe, sendo Governo da República, melhorar as condições de acesso ao crédito bancário para que as famílias de rendimento médio até aos 40 anos possam adquirir a sua habitação própria e alargar a abrangência do Porta 65,de forma a que triplicar o número de famílias abrangidas e beneficiárias deste programa. É esta a ambição do PS”, finalizou Sérgio Ávila.

Edit Template
Notícias Recentes
Gastamos mais nos transportes e menos em restaurantes e alojamento - Famílias açorianas têm despesa média anual de 19.400 Euros
Navio ‘Laura’ vai trazer 300 viaturas de Lisboa
PJ faz buscas na escola Antero de Quental
Região conta com mais 94 licenciados em enfermagem a partir de hoje
Novo concurso para reabilitar ruas nas Capelas
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores