Edit Template

PS quer Estado a garantir crédito para aquisição de habitação

Sérgio Ávila realçou que o Partido Socialista pretende, na próxima legislatura, facilitar crédito bancário à habitação para as famílias, “criando uma garantia do Estado para todas as pessoas que, até aos 40 anos de idade, pretendem adquirir a sua primeira habitação, com financiamento bancário”.
O candidato do PS à Assembleia da República falava em Angra do Heroísmo, em visita à Urbanização Municipal de Santa Luzia, em Angra do Heroísmo.
Sérgio Ávila explicou que a iniciativa passa por “ser o Estado a substituir-se às próprias famílias numa parte substancial da garantia dada aos bancos” para aquisição do imóvel, de forma a assegurar que muitas mais famílias possam adquirir a sua habitação.
Na prática, continuou, o Estado passará a ser “o garante de 80% do financiamento”, o que “reduz substancialmente o risco assumido pelos bancos, permitindo que muitas famílias e pessoas que neste momento não conseguiam ir ao banco buscar o financiamento para comprar a sua casa, passem a aceder muito mais facilmente ao crédito bancário”.
“Em caso de incumprimento, o Estado passará a ser o proprietário da habitação, que passará para uma situação de arrendamento, ou seja, também se retira o risco de perda da habitação, no futuro”, sublinhou o socialista.
Sérgio Ávila frisou que o apoio à habitação é um “vector estratégico fundamental das políticas do Partido Socialista” e lembrou que nesta legislatura, só nos Açores, conseguimos assegurar a “validação de apoios a 3.570 famílias no âmbito das Estratégias Locais de Habitação”, o que permitirá a estas famílias açorianas verem as suas casas reabilitadas com financiamento do Governo da República.
O candidato do PS à Assembleia da República destacou que esta medida “representa um investimento total de 309 milhões de euros, a executar pelos municípios até 2026, em habitação”, verbas que se somam “aos 725 milhões de euros disponibilizados pelo Governo da República no âmbito do PRR, ao Governo Regional”.
A esse respeito, Sérgio Ávila realçou o “excelente exemplo do município de Angra do Heroísmo”, que “operacionalizou com muita eficácia esta oportunidade de requalificação do seu parque urbano”.
Sérgio Ávila apontou, ainda, a alteração ao Porta 65 (programa de arrendamento jovem) que o Partido Socialista pretende fazer, que “permitirá triplicar o número de beneficiários e de famílias beneficiárias”.
“A nossa política de Habitação é a aposta no futuro. O Partido Socialista propõe, sendo Governo da República, melhorar as condições de acesso ao crédito bancário para que as famílias de rendimento médio até aos 40 anos possam adquirir a sua habitação própria e alargar a abrangência do Porta 65,de forma a que triplicar o número de famílias abrangidas e beneficiárias deste programa. É esta a ambição do PS”, finalizou Sérgio Ávila.

Edit Template
Notícias Recentes
há 4 médicos por mil habitantes nos açores, abaixo da média nacional
Venda de carros novos dispara nos dois primeiros meses
Câmara de P. Delgada reforça em 60% verbas para as Juntas de Freguesia
Livro reúne testemunhos sobre os 50 anos do 25 de Abril nos Açores
Câmara Municipal de Ponta Delgada e Greenvolt entregam Bolsas de Mérito a alunos do ensino secundário
Notícia Anterior
Proxima Notícia

Copyright 2023 Diário dos Açores